Buscar
  • Marllon Martins

Manifestações patológicas em edificações por falhas ou ausência dos projetos

Muitos problemas recorrentes nas edificações podem ser evitados mediante a uma boa qualidade de execução da obra, auxiliada por projetos bem detalhados.


Manifestações patológicas são degradações em materiais e elementos construtivos, decorrentes de um conjunto de processos e causas. De acordo com Helene (2003), as patologias estão relacionadas a uma série de fenômenos que influenciam no seu surgimento. Alguns desses casos merecem uma atenção redobrada sendo eles:

  • Cargas excessivas;

  • Vícios de execução;

  • Projetos mal detalhados executados em obra;

  • Variações de umidades;

  • Variações térmicas;

  • Agentes biológicos;

  • Incompatibilidade de materiais;

  • Agentes atmosféricos, entre outros.

Exemplos simples de patologias como trincas a 45º na região das janelas e presença de mofo na parte inferior das paredes podem ser, na maioria das vezes, decorrentes de falhas executivas, que são apoiadas pela falta de um bom detalhamento no projeto.


De forma simplificada, o primeiro exemplo citado, frequentemente ocorre devido à falta de vergas e contra vergas, que são elementos estruturais que funcionam como pequenas vigas distribuindo as cargas e tensões nos vãos da edificação. Caso ausentes, as patologias ocorrem nos vão de portas e janelas devido a transferência de cargas do peso próprio da alvenaria para regiões fragilizadas pela existência dessas aberturas. Já o segundo caso, se pronuncia pela falta de impermeabilização da fundação e das paredes, que permite que a umidade ascenda pelo fenômeno chamado capilaridade.


Figura 1 - Desenho esquemático de fissuras em janelas e portas


Figura 2 - O que são vergas e contra vergas (apenas esquemático, as distâncias de ancoragem devem ser dimensionadas de acordo com o vão e estrutura)

Figura 3 – Manifestação patológica por presença de umidade.


De acordo com Garcia (2017), as principais causas de patologias na construção civil são:

  • Falha no projeto - 45%

  • Fala na execução - 22%

  • Má qualidade dos materiais - 15%

  • Má utilização pelo usuário - 11%

  • Outros - 7%

Como é possível observar acima, os projetos têm impacto significativo na ocorrência ou não das manifestações patológicas. Neste ponto é importante frisar o fato da necessidade de realizar projetos ser culturalmente subestimada no Brasil, apoiando a execução apenas na experiência do construtor.


Segundo Gerolla (2016), os projetos representam 3 a 5% do custo total da obra, este percentual indica um excelente custo-benefício, se levado em consideração o grande impacto positivo no aspecto técnico para a edificação e consequentemente financeiro para o proprietário, uma vez que no longo prazo poderá gerar economia com retrabalhos e manutenções.


A ALG Arquitetura e Engenharia têm consolidada essa preocupação e entrega para seus clientes projetos bem detalhados, reduzindo ao máximo a probabilidade de ocorrência de manifestações patológicas devido a falhas de projeto. Além disso, temos serviços especializados que providenciam um bom diagnóstico dessas manifestações, para edificações que, infelizmente, já apresentam problemas.


Caso esteja com algum problema relacionado a patologias diversas ou pensando em construir, não deixe de entrar em contato conosco, teremos imenso prazer em atendê-lo(a) nessa etapa tão importante!


Marllon Martins é da equipe de Engenharia da Família ALG e colocou de forma sucinta e bem estruturada a importância da realização dos projetos para uma edificação segura, durável e confortável.



Deixe a ALG surpreender você!





Referências:

OLIVEIRA, Maximiliano; OLIVEIRA, Tayrielle; ARAÚJO, Selma. Patologias nas Edificações, seu Diagnóstico, e suas Causas. Disponível em: < http://publicacoes.unifimes.edu.br/index.php/coloquio/article/view/842/829 >. Acesso em: 30 set. 2020.

GEROLLA, Giovanny. Qual percentual médio do orçamento correspondente a cada etapa da obra, 2016 Disponível em: < https://www.uol.com.br/universa/listas/qual-percentual-medio-do-orcamento-corresponde-a-cada-etapa-da-obra.htm >. Acesso em: 30 set. 2020.



22 visualizações