Buscar
  • Lucas Bandeira

Concreto usinado: vantagens e desvantagens

No mercado de construção civil um dos materiais mais utilizado é o concreto. Sua composição simples envolve a mistura entre cimento, agregados graúdos (pedras), agregados miúdos (areia) e água. Por ser um material de elevada resistência e, ficando ainda melhor quando trabalhado juntamente com o aço, a maior parte de sua utilização é empregada nas partes estruturais da obra, como por exemplo: a confecção de sapatas, vigas baldrames, pilares, vigas, lajes, entre outros.


Com o avanço da tecnologia, foi possível aumentar a complexidade das estruturas, começando a existir demandas mais exigentes para o concreto. Para suprir essa evolução a indústria começou a produzir novas misturas e aditivos, além de realizar a entrega do produto pronto para a aplicação.


O concreto dosado em central (CDC) normatizado pela NBR 7212, geralmente denominado como concreto usinado, tem sua confecção em concreteiras, é transportado já pronto para o canteiro de obra por meio de caminhões betoneiras e lançado através de mecanismos convencionais ou bombas. As principais diferenças entre o concreto produzido in loco (feito no local) e o concreto usinado são o controle na produção e a forma de aplicação.


Figura 1 - Central de concreto

Fonte: Reprodução Google Images.


Ao realizar o pedido do concreto usinado você deve informar o volume, a resistência (Fck), a trabalhabilidade (Slump) e o tamanho do agregado graúdo que se deseja para a obra em questão. Para garantir as características exigidas no projeto as concreteiras possuem um laboratório de controle, contam com responsáveis técnicos e equipamentos específicos, além de uma análise de todos os insumos utilizados no processo. Tudo isso resulta em um concreto de melhor desempenho, pois o traço é realizado com uma enorme precisão proporcionando mais segurança e durabilidade.


A aplicação do concreto usinado pode ser realizada de três formas distintas (direto do caminhão, bomba estacionária e bomba lança), a altura da concretagem e o acesso ao canteiro são os fatores que mais influenciam em qual será utilizada. Independe de qual o método de lançamento existe uma racionalização em relação a tempo de concretagem e gastos com a mão de obra quando se comparado com concretagens realizadas com concreto in loco.


Figura 2 - Caminhão betoneira e Bomba estacionária

Fonte: Autoria própria.


Figura 3 - Posicionamento do mangote para concretagem da laje pré-moldada

Fonte: Autoria própria.


Vantagens

  • Qualidade bem superior em relação ao concreto feito em canteiro;

  • Tempo de execução extremamente baixo;

  • Desperdício de material é praticamente zero;

  • Ganho em espaço físico devido a redução da estocagem de materiais;

  • Aumento da produtividade devido a melhor reação de volume concretado por funcionário;

  • Homogeneidade na cura devido a rápida aplicação do concreto.


Desvantagens

  • Preço relativamente maior do que produzido no canteiro;

  • Inviável para pequenos volumes de concreto;

  • Programação amarrada a disponibilidade das concreteiras;

  • Aumento do preço para grandes distancias entre a obra e a concreteiras.


Lucas Bandeira é da equipe de Engenharia da Família ALG e cuida da gestão de nossas obras, verificando aspectos técnicos e financeiros, além da realização de gestão de pessoas, controle de recursos e de qualidade em nossos canteiros de obra.

DEIXE A ALG SURPREENDER VOCÊ!


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo