Buscar
  • Oberdan Coutinho

Arquitetura no Lar: Como um Projeto pode refletir a personalidade e influenciar sua rotina

Atualizado: Out 23


Uma grande parcela da vida das pessoas está refletida em seus lares como parte de suas histórias e experiências vividas, carregando informações a serem desvendadas. Através de um estudo mais aprofundado, a partir do diálogo com o cliente, é possível fazer uma leitura da personalidade e dos hábitos de seus ocupantes.


O conceito de casa e lar se diferencia a partir do ponto que uma casa por si só nada mais é que um objeto que tem a função de abrigar o ser humano. As pessoas desde os primórdios das civilizações têm a necessidade de imprimir sua marca e buscar se diferenciar das outras, logo nada melhor para expressar essas diferenças como no espaço onde vivem.


A arquitetura tem como papel trazer vida a tais expressões, designando função e sentido a obra transformando-a em muito mais que apenas um local para abrigar, de forma que reflita como um espelho a personalidade de quem o habita. A partir deste ponto o conceito do lar toma forma, reunindo o significado de casa e família, de moradia e abrigo, de propriedade e semelhança, sendo um espaço do nosso mais íntimo integrando todos os sentimentos do dia-dia.


No entanto, é preciso entender que cada indivíduo revela seus aspectos emocionais e personalidade de maneira diferente e assim como nós, a residência se molda de acordo com as fases da vida dos ocupantes, dessa forma, quando se idealiza sua ocupação é necessário a preocupação com futuras expansões e de se deixar ou planejar espaços que

possibilitem possíveis mudanças. Mas é importante que essa mudança não seja superficial e sim a oportunidade de renovação para refutar tudo aquilo que não mais diz respeito ao atual momento do indivíduo.


Dessa maneira a arquitetura quando bem interpretada desempenha um papel fundamental no conceito de lar e casa, extravasando a promessa de beleza, com a função de fazer com que os ambientes caibam de forma física, social e psíquica no cotidiano das pessoas, comunicando quem são ou quem pretendem aparentar ser.


“a casa é o nosso canto do mundo; ela é, como se diz amiúde, o nosso primeiro universo.”

Gaston Bachelard


Oberdan Coutinho é da equipe de Arquitetura da Família ALG e nos brindou com esse texto carregado de sensibilidade. Durante a pandemia ficou claro para todos nós a necessidade de nos identificarmos com o nosso LAR.



TRANSFORMAMOS VIDAS E MATERIALIZAMOS SONHOS ATRAVÉS DA CRIATIVIDADE, DEDICAÇÃO, EXCLUSIVIDADE E RUPTURA COM O HABITUAL.


DEIXE A ALG SURPREENDER VOCÊ!